terça-feira, fevereiro 01, 2011

Novo site!!

Todos podem acompanhar o blog de Gilberto Gnoato agora em www.gilbertoresponde.com.br

quarta-feira, junho 04, 2008

A aranha e o vírus


Papai, quem anda mais rápido, a aranha de jardim ou os bichinhos da gripe?

quarta-feira, maio 28, 2008

Jefferson Péres


Mais um bom brasileiro que se foi para o outro mundo. Parece que os deuses não querem que pessoas de caráter fiquem no Brasil. Logo ele que poderia ter sido o presidente do senado, presidente do Brasil. Mas, os parentes, amigos e amantes do ladrão criminoso, Jader Barbalho, empurraram a tralha para assumir , e em seguida, renunciar ao mandato, para não ser cassado. Jefferson Péres desistiu da política e morreu. Todos, dos calhordas aos sérios, todos os senadores, elogiaram a vida íntegra de Jefferson Péres. Mas, o que mais me emocionou foi o discurso do grande Pedro Simon. O que nós temos que fazer, dizia o senador, não é apenas reconhecer e elogiar a vida pública do Jeferson Péres. O que o senado precisa fazer é seguir o exemplo que ele nos deu.

terça-feira, maio 20, 2008

A ortopedia moral


O Bugio foi ao médico. Dores muito fortes na sola do calcanhar. Andou pulando pelas árvores, mais do que devia. Não adiantou. As dores continuaram. Resolveu ir a uma loja de calçados e pediu a confeccção de um par de palmilhas com a medida mais espessa no calcanhar. O senhor tem a receita do médico? Não, respondi à atendente. O pé é meu e gostaria apenas de amaciar o impacto dos meus passos. Por que preciso de um médico para isto? "Senhor! Um ortopedista poderá avaliar melhor a sua situação", respondeu simpaticamente a atendente treinada. Tentou mostrar-me quanto os médicos se preocupam com a saúde coletiva do Brasil. Fui embora desolado, caminhando sozinho e pensativo. O que aconteceu ali? Só os habilitados podem opinar a respeito do meu pé? E a minha criatividade? e a minha liberdade individual??? de ir e vir? Malditos humanos! O pé é meu. Vou com ele onde eu quiser. Este mundo brasileiro é de uma ignorância hierárquica tamanha, que as pessoas se submetem ao arbitrário, como se não pudessem seguir seu próprio caminho. É a emancipação da "servidão voluntária". É o "processo democrático", passo a passo. Trocam as mãos pelos pés. Logo os pés. Afinal, brasileiro gosta de samba e futebol. Sem os pés o Brasil não existe. Aquela atendente burra ainda defendeu a classe médica neste momento de dor! Da minha dor. Ela não sabe o que é ser livre e só. Não sabe o que é viver na floresta e ainda por cima de tudo isto, quando vou para a cidade, tem gente querendo pegar no meu pé.

terça-feira, abril 22, 2008

21 de abril...TIRADENTES E O BIG BROTHER


Meu amigo americano, Robson Chaves mandou-me notícias do outro mundo. Perguntou-me sobre quem eram nossos heróis. Logo no dia 21 de abril. Disse-lhe que o jornalista Pedro Bial anunciando o programa BBB, chamou de "nossos heróis" aqueles adolescentes drogados que vivem numa casa de fantasia, falando merda. Nossos heróis!!! disse o Joaquim Silvério dos Reis, no papel de Pedro Bial. Foi um ato de traição à liberdade mental, perante a ignorância do povo brasileiro. Tiradentes, dentista, médico, engenheiro, militar, revolucionário, intelectual, traído pela delação do Silvério, morreu enforcado em 21 de abril de 1792. Depois de morto,foi decapitado e esquartejado. Tiradentes morreu porque lutou contra o domínio português e os abusos dos impostos cobrados pela Coroa portuguesa. Foi o primeiro sonho de liberdade que alguém ousou para nossa terra. Mas o Pedro Bial chamou de heróis, a nomes anônimos, como o de Bianca, Alexandre. Pessoas que passam um terço do dia malhando na academia, mais outro terço se olhando no espelho e o que sobra é para beber e falar merda. O que essa gente fez para ser herói? Certamente realizaram muito menos do que a imbecilidade do povo brasileiro que assiste a Silvério dos Reis, o verdadeiro traidor do Brasil.
No dia 21 de abril de 2008, o Bugio entrou no site www.taubaté.sp.gov.br da Prefeitura de Taubaté e viu ao lado esquerdo superior da primeira página, a imagem do Tiradentes.Mais abaixo, havia um item "concurso público". Soube que na prova para escriturário , na cidade de Taubaté, algumas questões do exame, eram referentes aos participantes do BBB. Imagine, amigo Robson!!! Que importância tem a vida de Alexandre e Bianca para a história do Brasil. Pobre Tiradentes. Esquecido e abandonado pelo povo e pelos novos heróis da inconfidência Bial.

segunda-feira, abril 14, 2008

ZIRALDO, JAGUAR E TEREZA


Fundaram um jornal, "O Pasquim", como forma de lutar contra a ditadura militar de 1964. Méritos a isto. Mas acabam de receber da Comissão de Anistia do Ministério Público, hum milhão e uns quebrados em dinheiro para cada um e mais uma pensão vitalícia de alguns mil reais por mês, por conta de uma indenização pelo sofrimento que a ditadura militar lhes causou. Que grana! Alguém teria coragem ética de renunciar? Não pela falta de mérito, mas pelo espalhafato do dinheiro público. Isto foi um ato democrático? Aqui em Curitiba, há alguns anos, a jornalista Tereza Urban não aceitou a grana da anistia. Disse ela que nós, a sociedade civil e democrática, não teríamos que pagar pelos erros da ditadura militar. Se Ziraldo e Jaguar estão para o direito, Tereza esta para a deontologia.

sexta-feira, abril 11, 2008

A FARRA DO CARTÂO e o pt


Lembram da matilde? Aquela da desigualdade. A que teve que sair do governo pela porta dos fundos porque torrou grana com o cartão corporativo! Dona matilde queria ser mais igual que a igualdade e se fartou com carros alugados etc etc. Todos nós somos iguais, mas tem alguns que querem ser mais iguais.Pois bem! Ontem, na CPI dos cartões, ela foi aplaudida em pé pelos petistas que lotaram o salão de festa. Por que eles aplaudiram? Por que não se envergonharam da farra? Por que não reclamaram à Comissão de Inquérito sobre este absurdo plausível? O Bugio acha que tem algo muito estranho acontecendo com o pt. O que será?

O banquete dos sindicalistas


Ontem o Bugio falou dos 100 milhões de reais que os sindicalistas passaram a ganhar anualmente, enfiando a mão no bolso do nosso trabalho. Hoje a CBN falou da farra que os pescadores de lambari, cervejeiros, e jogadores de truco, começaram a fazer com o dinheiro de quem realmente trabalha. Pasmem! Foram comemorar no salão de festa do Senado. Fizeram uma ventruda festança com cachaça, salgadinho, polvo, e lula. É para isto que serve a casa do polvo.